Dor nos ossos: causas e tratamento




A dor óssea pode ocorrer por uma variedade de razões, incluindo artrite, osteoporose, falta de nutrientes devido a dieta inadequada, esforço físico, trauma e lesão, entre outros. Com o tratamento adequado será capaz de combater essa dor, evitando a alteração no modo de vida.

Atualmente, a dor óssea está se tornando mais comum, afetando qualquer idade, essa dor geralmente afeta mais as mulheres do que os homens e, dependendo da intensidade da dor, pode limitar as atividades diárias.

Dor óssea?

A dor nos ossos pode ser aguda ou crônica, e é importante prestar atenção para identificar o tipo de malícia que está sendo apresentada.

Dor óssea aguda:

É aquele que aparece de repente. E geralmente é conseqüência de algum movimento ou puxão abrupta, isso pode ser depois de ter exercido, algum acidente, que causa uma lesão nos músculos das costas e ossos

Dor crônica dos ossos:

Ao contrário da dor aguda, a dor crônica é essa dor recorrente e constante, e pode ser devido a vários motivos, causas que saberemos aqui.

dolor-de-huesos-causas-y-tratamiento

Dor nos ossos: causas

A principal característica da dor óssea é a sensibilidade sentida, isto pode ser em um ou mais ossos, e como mencionado, pode ser uma dor crônica ou aguda, principalmente pode ocorrer em pernas, mãos, braços, pés e saltos. Comumente, acredita-se que a dor óssea é devida ao envelhecimento, dor nas articulações, que ocorre nas estações da chuva ou da umidade, por exercício excessivo, no entanto, o fato é que esse tipo de dor, medicamente considerado uma grave anomalia, que precisa conhecer a causa que está causando isso. Aqui, ele enumera as principais causas possíveis que podem desenvolver a dor nos ossos:

  • Osteoartrite: pode ser devido a dor nas articulações, desgaste da cartilagem, tecido que funciona como amortecedor que protege as extremidades dos ossos, ajuda ao bom movimento das articulações. A osteoartrite é uma das doenças reumáticas mais comuns. Isso ocorre em idosos.
  • Artrite: é a inflamação de uma ou mais articulações (a área onde dois ossos se encontram), esta doença é caracterizada pela degradação da cartilagem (protege as articulações), existem muitos tipos de artrite. E um dos principais sintomas que se destacam é a dor óssea.
  • Osteoporose: é uma das doenças ósseas mais comuns, e é caracterizada por ossos frágeis, tornando-os mais propensos a fratura. A dor nos ossos pode ser aguda a crônica. Geralmente, não há sintomas no estágio principal da doença.
  • Trauma ou lesões nos ossos: a causa pode ser uma queda, um acidente que, como resultado de uma grande força no esqueleto, tem fraturas, fissuras e lesões graves, o que provoca uma dor óssea intensa.
  • Osteomielite ou infecção dos ossos: os ossos podem se infectar e são causados ​​por bactérias ou fungos. As pessoas que podem ser propensas a este tipo de infecção são diabéticas, que tiveram lesões ósseas recentes, circulação fraca, a infecção começa na pele e se espalha até o osso.

Outras causas:

  • Crescimento na adolescência e na infância
  • Pobre postura sentada (dor na parte inferior das costas)
  • Tensão nervosa
  • Levantaram objetos muito pesados
  • Anemia
  • Anomalias nos rins (deterioração do funcionamento dos ossos)
  • Doenças reumáticas
  • Sintoma pré-menstrual
  • Lesões da medula espinhal
  • Devido à má alimentação, que causa desnutrição
  • Poderia ser um sintoma que avisa de um possível ataque cardíaco
  • Sobrepeso ou obesidade, devido à sobrecarga que é exercida sobre os ossos
  • Resfriados ou gripe
  • Desnutrição
  • Leucemia
  • Câncer de osso
  • Menopausa

dolor-de-huesos-causas-y-tratamiento_1585

Veja também:

Quais são os principais sintomas de dor óssea?

Geralmente e dependendo da dor dos ossos que você tem, seja aguda ou crônica, caracteriza-se por cansaço excessivo ou crônico, rigidez articular, sensação de peso ao caminhar, dor nas pernas, quadril, costas. Uma vez identificada se a dor é intensa ou leve, é necessário ir ao médico para realizar os testes necessários e uma avaliação completa, uma vez que a causa é conhecida, para fazer um diagnóstico oportuno sugerindo o melhor tratamento.

O tratamento recomendado será baseado no tipo de dor que tenha aguda ou crônica, e também uma vez que tenha sido conhecida, a principal causa que deu origem a ela pode ser seguida pelo melhor tratamento.

No caso de dor óssea aguda, pode ser tratada por remédios, cuidados domiciliários, descanso, descanso e analgésicos sem receita médica. No caso de dor crônica, o médico pode prescrever antiinflamatórios, antibióticos e em caso de artrite, osteoartrite, osteoporose, infecção, entre outras doenças do tipo osso, exigindo um tratamento específico indicado por o especialista.

Entre os tratamentos atualmente implementados estão:

  • Electroacupuntura: uma das técnicas recentes para combater a dor e reduzir a inflamação das articulações afetadas. Consiste na aplicação de agulhas elétricas na área onde a dor é.
  • Fitoterapia (uso de plantas medicinais): outra das alternativas mais utilizadas para combater a dor óssea, é através do uso de agentes naturais que, devido às suas propriedades medicinais, ajudam a reduzir a dor, inflamação, melhora a mobilidade, previne desgaste e desgaste, fortalece. As principais plantas utilizadas são: gengibre, urtiga, bétula, óleo de camomila, eucalipto, alecrim. Você pode beber infusões ou massagear a área dolorida com óleos essenciais.
  • Infiltrações de plasma: consiste na infiltração de plasma sangüíneo na área onde o osso se fraturou, em qualquer caso, também pode estar em cartilagem, tendões e feridos. É uma técnica também utilizada em casos de artrose óssea.

Como prevenir a dor óssea?

Recomenda-se seguir uma dieta adequada, que seja equilibrada, adicionando alimentos ricos em cálcio, além disso, é aconselhável dormir bem, e se você fizer exercício com o tênis apropriado, para não exceder no tempo.