Os 6 Tipos De Depressão: Qual É A Diferença Entre Cada Um?

Os 6 Tipos De Depressão: Qual É A Diferença Entre Cada Um?

A depressão é um transtorno que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é a principal causa de incapacidade pessoal.

Sabe-se que 150 dos 300 milhões de pessoas que estão deprimidas não tratam sua condição, apesar de conhecerem métodos eficazes para tratá-la medicamente e evitar suas conseqüências, alguns mortais.

Tipos de depressão

Embora não haja consenso sobre a classificação, são conhecidos 6 transtornos depressivos. Vamos conhecê-los

1. Depressão maior

Os 6 Tipos De Depressão: Qual É A Diferença Entre Cada Um?

Caracterizado por uma grave perda de interesse em aspectos da vida que antes importavam e agradavam, com um humor apático ou triste. Junto com a ansiedade é o transtorno mental mais freqüente.

Pessoas com depressão maior que antes eram sociais começaram a se isolar, dormir mal e comer menos. Eles perdem a iniciativa, são passivos e freqüentemente, desesperados e indefesos.

Paralelo a este manifesto sintomas de deterioração no foco e memória. Episódios de irritabilidade, impulsividade e agressividade também ocorrem.

2. Transtorno bipolar

Os 6 Tipos De Depressão: Qual É A Diferença Entre Cada Um?

Distingue-se pela alternância de fases maníacas com fases depressivas. Jovens adultos são a principal população afetada.

O homem ou a mulher está de bom humor, alegre, hiperativo, exaltado ou eufórico, durante a fase maníaca ou “alta”; Durante o estágio depressivo ou “baixo”, fica triste, inibido e com pensamentos negativos.

O transtorno bipolar é também conhecido como psicose maníaco-depressiva.

3. Distúrbio distímico

Os 6 Tipos De Depressão: Qual É A Diferença Entre Cada Um?

A distimia é caracterizada por uma depressão leve, mas constante.

Os episódios também chamados de transtorno depressivo persistente, são menos intensos que na depressão maior, porém mais constantes. Acredita-se ser genético.

4. Transtorno ciclotímico

Os 6 Tipos De Depressão: Qual É A Diferença Entre Cada Um?

A ciclotimia é uma forma de transtorno bipolar leve. Aqueles que sofrem com isso experimentam mudanças de humor que podem parecer extremas dentro de um intervalo normal.

Episódios hipomaníacos com alta energia e alto astral, seguidos de relutância ou tristeza que não se qualificam como eventos depressivos maiores.

5. Depressão pós-parto

Os 6 Tipos De Depressão: Qual É A Diferença Entre Cada Um?

Combinação complexa de alterações físicas, emocionais e comportamentais, após o parto.

Sua principal característica é uma depressão leve a moderada, se você descartar que é grave. As mulheres são perturbadas pelo sono e pelo apetite.

Estima-se que a depressão pós-parto afeta 10% das mulheres que dão à luz. Seus sintomas duram de algumas semanas a um ano.

6. Transtorno afetivo sazonal

Os 6 Tipos De Depressão: Qual É A Diferença Entre Cada Um?

A depressão sazonal ou de inverno se manifesta no final do outono e durante o inverno. Não descarte os últimos dias da primavera e começo do verão.

É um distúrbio mais frequente nas regiões com as estações mais marcadas. Acredita-se ser uma resposta do cérebro à falta ou excesso de luz solar.

Seus sintomas se assemelham aos da depressão, mas com uma sonolência adicional. Os tratamentos com luz fluorescente são eficazes nesses casos.

A depressão não deve ser subestimada. Procure ajuda profissional o mais rápido possível se tiver sintomas, porque a doença mental tem cura.

Sintomas de depressão

Os 6 Tipos De Depressão: Qual É A Diferença Entre Cada Um?

A doença mental afeta mais as mulheres e possui as seguintes características (2).

  • Tristeza
  • Falta de auto-estima
  • Sentimentos de culpa
  • Falta de concentração
  • Sensação de relutância e fadiga
  • Distúrbios com apetite e sono
  • Perda de interesse e prazer em realizar tarefas

A depressão pode se tornar crônica e afetar o desempenho pessoal, familiar, social, escolar e profissional. Nos piores cenários, induzir pensamentos suicidas.

O distúrbio será superado com terapias psicológicas e sem a ingestão de drogas, desde que seja leve. Medicamentos serão necessários com um estado emocional moderado a grave.

Estima-se que os 150 milhões de pessoas depressivas que não tratam de sua condição, não o fazem por causa da inconsciência sobre seu estado de saúde, falta de recursos econômicos ou falta de pessoal especializado.

Causas da depressão

Os 6 Tipos De Depressão: Qual É A Diferença Entre Cada Um?

O distúrbio manifesta-se diferentemente em homens e mulheres, por idade, características culturais e outras variáveis ​​sociodemográficas.

Um adolescente deprimido mostra sinais diferentes dos de um adulto com o mesmo problema.

A causa da depressão de uma pessoa pode ser indiferente a outro indivíduo, que pode estar deprimido por um problema que não afetaria aquele outro homem ou mulher.

Eles são casos únicos e individuais. Não há lista de estágios contínuos que possam ser experimentados.

Algumas causas ligadas ao distúrbio são:

  • Estilo de vida
  • Traços pessoais
  • Predisposição genética
  • Experiências de vida que marcaram psicologicamente

A depressão é uma desordem episódica de dias, semanas, meses e anos de duração e com períodos intermediários de relativa normalidade.

Se você suspeitar de sintomas depressivos procure ajuda especializada, principalmente, um psicólogo.

Sinais de aviso de um episódio depressivo são geralmente confundidos por um mau momento ou dia. Também se acredita que você pode superar a queda psíquica com conselhos ou que isso seja um sintoma de fraqueza.

Essa doença mental é muito mais complexa; subestimar e não tratá-lo a tempo poderá levar a anos de sofrimento e vidas destruídas, tanto para a pessoa como para sua família e amigos.

Compartilhe este artigo nas redes sociais para que seus amigos e seguidores também notem os sintomas do distúrbio e conheçam seus 6 níveis.