3 doenças mais comuns que afetam o fígado




O fígado é um órgão vital em nosso corpo, e é por isso que é importante que estejamos conscientes de sua saúde. Para saber um pouco sobre quais são os problemas que muitas vezes afetam o fígado com mais freqüência e sabem estar alertas para seus sintomas e como prevenir alguma dessas doenças, aqui está tudo o que você precisa saber.

Doenças hepáticas mais comuns

Quais são as doenças mais comuns no fígado?

3-enfermedades-mas-comunes-que-afectan-al-higado

1. Fígado gordo

As doenças do fígado gordo ou esteatose do fígado é uma das principais doenças atualmente experimentadas e, embora esta não seja uma doença que termine com o fígado, se isso o afeta em termos de bom funcionamento, à medida que os ácidos graxos se acumulam ao redor do fígado e não apenas a gordura, mas também os triglicerídeos nas células do fígado.

Você pode saber se você sofre deste problema no fígado se, depois de comer, você sente sentimentos de peso especialmente no estômago, sentimentos muito fortes de fadiga, dores no corpo e especialmente dor na área direita do abdômen, que é uma característica chave para saber se você sofre ou não desta doença, da mesma forma as pessoas que apresentam ictericia geralmente sofrem com essa condição. Embora o fígado gordo tenha sido previamente associado a pessoas que consumiram bebidas alcoólicas em excesso, hoje é principalmente relacionado a pessoas com excesso de peso, com altos níveis de obesidade e pessoas com níveis elevados de colesterol e triglicerídeos. Portanto, a melhor maneira de tratar esta condição é sempre levar uma dieta saudável com frutas, vegetais e carnes magras, também é importante que nossa dieta tenha pouca gordura, evitando alimentos rápidos e alimentos fritos.

Também é importante para o paciente exercitar-se regularmente para reduzir os níveis de colesterol e triglicerídeos, enquanto que perder o excesso de gordura corporal e gordura no fígado pode ser queimado gradualmente.

Veja também:

@

3-enfermedades-mas-comunes-que-afectan-al-higado_1532

2. Cirrose

Um fígado em boas condições se regenera sozinho quando suas células estão danificadas, de modo que não perde a capacidade de ajudar o nosso corpo em várias funções, no entanto, quando você sofre de cirrose, o fígado se deteriora e não há forma no fígado. que pode se regenerar, de modo que as células do fígado sejam cada vez mais danificadas.

Nos estágios iniciais da cirrose, geralmente não há sintomas, mas ao longo do tempo, quando o fígado deixa de funcionar bem, você pode começar a sentir fraqueza no corpo, fadiga, cansaço, perda de apetite, vômitos que podem desaparecer de leve a grave, náuseas, perda de massa muscular, perda de peso, dor no abdômen, inflamação na área do abdômen, comichão e até mesmo pode ver pequenos vasos sanguíneos na forma de ácaros na pele.

Em caso de cirrose, é importante transportar uma dieta muito saudável, evitar pips, exercitar-se regularmente e consultar o médico sobre os melhores medicamentos para manter esta condição controlada, de modo que não prejudique gravemente o fígado.

Esta é uma doença caracterizada por inflamação no fígado, pessoas que sofrem de hepatite podem ter episódios onde de repente inflamam o fígado ou podem ter uma evolução da doença que se manifesta com fibrose, cirrose ou mesmo câncer no fígado. Existem diferentes tipos de hepatite e cada tipo tem causas diferentes, enquanto as hepatites A e E são geralmente causadas por água potável ou alimentos contaminados, a hepatite B, C e D geralmente são transmitidas pelo contato com fluidos indivíduos infectados e alguns casos podem ser devidos ao uso indevido de equipamentos no momento do nascimento de um bebê, além da transmissão genética.

3. Hepatite

A gravidade da condição dependerá de sua causa exata, além do estado geral de saúde em que o paciente está.

Os sintomas da hepatite geralmente são facilmente confundidos com os sintomas da gripe. Portanto, tenha muito cuidado ao analisar cada sintoma, entre os sintomas mais comuns desta condição são os fortes episódios de fadiga, falta de concentração e desconforto geral do corpo, febres até 39 graus Celsius, dores nas articulações e dores musculares, dores de cabeça, fobia leve ou desconforto muito forte quando encarando, falta de apetite, vômitos, diarréia e até mesmo náuseas.

Não existe um único tratamento para a hepatite, uma vez que tudo dependerá do tipo de hepatite que está sofrendo, embora geralmente seja para hepatite A, é recomendável uma dieta equilibrada com baixo teor de gordura, sem álcool e sem tabaco.

Para a hepatite B, além das indicações acima, geralmente são recomendados medicamentos que se destinem a manter uma infecção controlada que esteja no fígado, enquanto que para pessoas que sofrem de hepatite C, além de uma dieta equilibrada, exercício físico e medicina regular que é responsável pelo controle de infecções, testes especiais devem ser realizados para determinar a deterioração do fígado e seus órgãos próximos para saber qual é o melhor método a ser levado em conta para manter esta doença à distância.

@

Existem vários tipos de eczema ou dermatite que se desenvolvem por várias razões e podem ser tratados de maneiras diferentes, sendo o mais comum: