Pacifier é seguro para bebês?




A chupeta é um dos produtos mais utilizados por bebês, porque é considerado como um método de ensinar e brincar, embora tenha havido muitas opiniões contra o seu uso, então é bom ou ruim?

pacifier-com-certeza-bebes-2

A resposta é a Associação Espanhola de Pediatria, que afirma que a chupeta não é ruim, mas, como todas as coisas, você não deve abusar do seu uso.

Quando deve ser dado?

Os especialistas indicam que o ideal é que os bebês começam a usá-lo no primeiro mês de vida, quando a lactação já está bem estabelecida.

A chupeta pode ser um indicador de dificuldades de enfermagem, por isso os médicos devem orientar as mães para ter as habilidades e a confiança corretas.

Da mesma forma, eles apontam que os bebês que recebem lactação artificial devem ter sua chupeta porque isso reduz o risco de ter Síndrome da Morte Súbita Infantil.

Os possíveis riscos

A Dra. Silvia Jiménez, da Clínica Ciro em Madri, explica que as crianças que usam a chupeta com freqüência após três ou quatro anos podem sofrer uma mordida aberta, ou seja, uma separação entre os dentes superiores e inferiores quando O menino fecha a boca.

“Quando o bebê suga, o mamilo da chupeta repousa no palato, o que causa uma falta de desenvolvimento do osso maxilar na largura que pode acabar em uma assimetria facial”, diz ele.

Por sua vez, a Associação Americana de Odontopediatria, garante que constantemente usar a chupeta é mais prejudicial para fazer em momentos específicos.

Para maior segurança, indicam, a chupeta deve ter os seguintes requisitos:

  • As peças devem ser bem juntas sem risco de quebrar ou separar entre si.
  • As bordas devem ser arredondadas para evitar lesões ou cortes
  • O disco deve ter pelo menos dois orifícios de ventilação com um diâmetro mínimo de 4 mm.
  • A tetina deve ser feita de um material flexível, como látex ou silicone, e com um comprimento máximo de 30 mm.
  • Eles devem ser substituídos assim que tiverem marcas de mordida.