Os mexicanos preferem preservativos como contraceptivos




De acordo com uma pesquisa realizada pelo Gabinete de Comunicação Estratégica (GCE) , o preservativo é o contraceptivo mais utilizado pelos mexicanos, seguido de pílulas.

os-mexicanos-preferem-um-preservativo-contraceptivo-2

Do total de inquiridos, 67,4% pensam que os mexicanos estão bem informados sobre os métodos anticoncepcionais que existem, enquanto 30,7% pensam que a população não é clara sobre como prevenir a gravidez

Em relação ao método mais utilizado, 53 em cada 100 entrevistados nomearam o preservativo e 11 falaram sobre as pílulas.

Por outro lado, 8 de cada 100 pensam que a abstenção é a mais utilizada; 6 considere que são dispositivos intra-uterinos; 2 injeções e 2 vasectomias. 6,6% disseram não saber.

Ao entrevistar os cidadãos por telefone, 79,2% disseram que a melhor maneira de prevenir a gravidez é o preservativo e 7% qualificados para abstenção.

Melhor lugar para reportar contraceptivos

O GCE informou que os lugares que os mexicanos consideram úteis para receber informações sobre o assunto são:

  • Clínicas de saúde (34,1%)
  • Escola (28,6%)
  • Casa (7,7%)
  • Internet (6,9%)
  • Cidades (3,6%)
  • Mídia (2,2%)
  • Redes sociais (1,5%)
  • Ruas (1,4%)

Um dos resultados obtidos é que 9,9% dos pais se sentem capazes de falar sobre contraceptivos com seus filhos, mas 38,9% dizem que não são capazes de discutir uma questão tão importante.

Principal causa de gravidez

Outros resultados da pesquisa são a principal causa de gravidez na população menor de 18 anos, de acordo com Carlos Welti, pesquisador da UNAM, ocorre para 400 mil jovens.

Os principais fatores são:

  • Falta de informação (43,6%)
  • Falta de educação (13,2%)
  • Falta de comunicação com os pais (11,4%)
  • Falta de cuidado e irresponsabilidade (11,2%)

Para ter muitas liberdades, problemas familiares, perda de calor e problemas socioeconômicos, foram outras causas.