Modafinil Serve Para Estudar, Memorizar E Aprender? E Que Perigos Isso Tem Para O Seu Cérebro?

Modafinil Serve Para Estudar, Memorizar E Aprender?  E Que Perigos Isso Tem Para O Seu Cérebro?

O uso da droga modafinil inteligente para estudar tornou-se cada vez mais popular nas universidades dos EUA e do México. Eles o usam de Wall Street para os programadores do Vale do Silício para melhorar seu aprendizado, melhorar sua memória e trabalhar por mais tempo.

Mas é seguro tomar modafinil para memória e aprendizado? A doença de Alzheimer a longo prazo causará o uso constante de modafinil?

O que é o modafinil?

É uma droga sintética com propriedades potentes para induzir a vigília desenvolvida na década de 1970 para tratar a narcolepsia, uma doença caracterizada pela constante sonolência.

O modafinil atua diretamente no cérebro aumentando o nível de catecolaminas corticais e indiretamente regulando os níveis de serotonina, glutamato, histamina e orexina. Indiretamente também reduz o nível de ácido gama-aminobutírico (GABA).

Após seu sucesso com a narcolepsia, passou a ser utilizado no tratamento de outras condições como:

  • Transtorno do sono devido ao trabalho por turnos.
  • Síndrome da apneia obstrutiva do sono.
  • Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH).

Nos dois primeiros casos, o medicamento mostrou-se eficaz e, no caso do TDAH, os testes realizados, embora insuficientes, mostram que ele pode se tornar uma opção de tratamento mais segura e eficaz que as anfetaminas, que são os medicamentos convencionais para esse fármaco. desordem.

O uso de modafinil se espalhou muito intensamente e ilegalmente como um agente para melhorar as habilidades cognitivas, especialmente entre estudantes e trabalhadores ocupados.

Como o agente de vigília modafinil mantém as pessoas acordadas e focadas, melhora a concentração e o estado de alerta, reduz a fadiga mental e aumenta a acuidade, o que resulta em uma maior capacidade de aprendizado.

Com esses atributos, é compreensível o quanto ele é valorizado pelos alunos em preparação para os exames, bem como pelos gerentes e empresários ocupados.

Leia o nosso guia sobre modafinil: para que serve benefícios e efeitos colaterais

O modafinil serve para estudar e memorizar?

O consumo de modafinil como medicamento em estudo tem crescido exponencialmente, apesar de seu uso não estar especificado no rótulo e em muitos países (Estados Unidos, Espanha e Argentina) não poder ser prescrito e adquirido especificamente para esse fim.

Em outros países como o México (onde é vendido sob o nome de modiodal) e na Colômbia, a droga pode ser comprada sem restrições, portanto, os usos off-label são gratuitos.

Sobre a eficácia do modafinil em estudar, houve menos consenso científico em relação à sua eficácia no tratamento dos distúrbios indicados no rótulo.

No entanto, os avanços da pesquisa e mais e mais informações são acumuladas sobre a eficácia ou a falta dela no uso de modafinil para melhorar a capacidade cognitiva e aprendizagem.

Uma das revisões mais completas a este respeito foi a publicada em 2015 no jornal oficial do European College of Neuropsychopharmacology.

Esta revisão sistemática foi realizada por especialistas da Universidade de Oxford e da Harvard Medical School, e incluiu 24 estudos relacionados aos efeitos do uso de modafinil na cognição, aprendizagem, memória, criatividade e outras facetas, realizadas durante os 24 anos decorreram entre 1990 e 2014.

Modafinil Serve Para Estudar, Memorizar E Aprender?  E Que Perigos Isso Tem Para O Seu Cérebro?
Os pesquisadores descobriram que, de acordo com esses estudos, em que mais de 700 usuários participaram, a droga fornece benefícios cognitivos significativos, pelo menos em um grupo particular de tarefas analisadas.

Como esperado, eles descobriram que a capacidade do modafinil de melhorar o desempenho varia de uma tarefa para outra. Eles também concluíram que:

  • Enquanto a tarefa é mais longa e complexa, a droga é mais consistente no fornecimento de benefícios cognitivos.
  • O uso de modafinil melhora o planejamento de tarefas e a tomada de decisões.
  • Aparentemente, isso não influencia nem a flexibilidade do pensamento, nem a memória do trabalho ou da criatividade.
  • Os principais efeitos colaterais sofridos pelos participantes dos estudos foram cefaléia, insônia, náusea e dor de estômago.

Dado o longo período de tempo da revisão, outro achado dos pesquisadores foi a mudança significativa nos testes que são realizados para avaliar este tipo de medicação.

Para o início do período analisado, os testes de cognição foram muito básicos, sendo praticamente os mesmos aplicados às pessoas com deficiências neurológicas.

Nas investigações atuais, testes de maior rigor e complexidade foram geralmente aplicados. Eles observaram que o modafinil melhora particularmente as funções cerebrais superiores, dependendo da competição de vários processos cognitivos mais simples.

Modafinil Serve Para Estudar, Memorizar E Aprender?  E Que Perigos Isso Tem Para O Seu Cérebro?
Eles também concluíram o seguinte:

  • O modafinil pode ser considerado um potenciador cognitivo.
  • A ciência deve encontrar uma maneira de avaliar o impacto desse tipo de droga na cognição de maneira mais homogênea e confiável.

Esta pesquisa vai ainda mais além e ressalta que o modafinil poderia muito bem merecer a qualificação do primeiro agente farmacêutico nootrópico bem validado, ou seja, o primeiro exemplo de uma droga inteligente que pode ajudar de forma autêntica os alunos na preparação para os exames. .

Leia o nosso guia sobre os 5 exercícios TOP para melhorar a sua memória e ser mais inteligente

O modafinil oferece vantagens para aqueles que o usam?

O modafinil é uma droga cara, fora do alcance da maioria dos estudantes de baixa renda. Por exemplo, no México, um comprimido de 200 mg custa aproximadamente 50 pesos.

Portanto, o debate moral é levantado sobre se os estudantes que podem comprar regularmente modafinil não estariam tendo uma vantagem antiética sobre aqueles que não podem pagar.

Esse debate lembra o que aconteceu na década de 1970, quando surgiram as primeiras calculadoras eletrônicas de bolso, o que nos permitiu realizar operações aritméticas e calcular potências, raízes e funções trigonométricas, entre outras.

Os donos das calculadoras não puderam desfrutar de sua vantagem nos exames porque os professores proibiram seu uso. Com modafinil a proibição não é possível.

Outro debate ético é se o uso de uma droga que melhora o desempenho cognitivo de usuários saudáveis ​​é aprovado e liberado.

Como o modafinil é usado para estudar?

Uma revisão de muitos depoimentos na web nos permite sintetizar a forma como os alunos estão usando o modafinil:

  • Eles geralmente ingerem a primeira coisa de manhã depois de uma boa noite de sono (muitas pessoas dizem que é melhor dormir uma hora depois de tomar).
  • Uma pílula de 200 mg atinge o foco por até 10 horas.
  • Muitos o reservam para quando há pela frente um longo dia de estudo que requer um foco intenso.
  • É conveniente manter-se bem hidratado e comer alguma proteína para facilitar a produção de neurotransmissores.
  • Recomenda-se levá-lo realmente quando você precisar e não diariamente (não mais do que 2 ou 3 vezes por semana), para reduzir as chances de ser tolerado.
  • O consumo excessivo também pode causar insônia e potencializar outros efeitos colaterais.
  • Pode ser conveniente começar com uma dose diária de 50 ou 100 mg e avaliar o seu desempenho antes de passar para 200 mg.
  • O efeito total começa a ser sentido entre 1 e 2 horas após a ingestão da pílula.
  • Quando o dia de estudo começa, as distrações devem ser desconectadas. É tolice tomar uma droga nootrópica para conversar o tempo todo no celular.
  • Todas as pessoas não reagem da mesma maneira ao mesmo medicamento. Você tem que ficar alerta e se você não se sentir bem, pare de usá-lo e consulte o seu médico.
  • Evite cafeína e anti-histamínicos.
  • O modafinil é apenas uma ajuda, não uma pílula de uso ilimitado.
  • Modafinil inibe o apetite, mas você tem que comer coisas de boa qualidade, porque o cérebro está gastando energia intensamente.

Quais são os principais efeitos colaterais e perigos de tomar modafinil?

Os efeitos colaterais da droga também estão sujeitos a intensa controvérsia, pois eles parecem variar consideravelmente entre uma pessoa e outra.

Por outro lado, muitas pessoas afirmam que não passou tempo suficiente desde que a medicação começou a ser usada intensamente pelos alunos, portanto não há estudos científicos totalmente confiáveis ​​sobre seus efeitos a longo prazo.

Algumas pessoas que o tomaram dizem que não sentem nenhuma ansiedade em consumi-lo quando o suspendem por um ou dois meses.

Outras pessoas afirmaram que experimentaram sintomas depressivos após alguns dias de uso.

Efeitos colaterais comuns relatados pelos usuários incluem:

  • Dor de estomago.
  • Dor de cabeça.
  • Ansiedade
  • Insônia
  • Sede persistente
  • Boca seca.

Alguns efeitos colaterais mais nocivos também são conhecidos, incluindo:

  • Febre com erupções cutâneas e dor de garganta.
  • Manchas e labial e feridas na boca.
  • Contusão e sangramento.
  • Arritmia cardíaca.
  • Dor no peito

Modafinil Serve Para Estudar, Memorizar E Aprender?  E Que Perigos Isso Tem Para O Seu Cérebro?
Em casos muito raros e após uso prolongado, o modafinil tem sido associado a condições de risco de vida, tais como:

  • Síndrome de Stevens-Johnson.
  • Necrólise epidérmica tóxica.
  • Síndrome de sensibilidade a drogas com eosinofilia.

Você sabia dessas coisas sobre o modafinil? Compartilhe este artigo com seus amigos de redes sociais, para que eles também saibam quais são seus usos, os efeitos esperados e os efeitos colaterais que podem resultar.