O que você deve saber sobre o coxsackie




Nas últimas três semanas foram notificados casos de coxsackie , a doença que afeta mais crianças menores de cinco anos é causada por um vírus que vive no trato digestivo de humanos. Pode se espalhar de uma pessoa para outra, geralmente através do contato com mãos sujas ou superfícies de fezes contaminadas.

voce-deve-saber-sobre-o-coxsackie-2

Onde foi apresentado?

As autoridades de saúde de Hidalgo, Tlaxcala e o Estado do México relataram casos que foram detectados em escolas primárias, pré-escolas e creches, mas insistem que não é um alarme epidemiológico.

Na Cidade do México, os relatórios foram de cidadãos, pais que expressaram sua preocupação com eventos que viveram de perto, mas até agora não houve alarme das autoridades da saúde.

Quão grave é?

De acordo com Alfredo Servín Andrade, acadêmico da Escola Nacional de Medicina e Homeopatia (ENMH) do Instituto Nacional de Politécnica (IPN), o vírus coxsackie, também conhecido como síndrome mão-pé-boca, não é grave e não consegue desenvolver em epidemia.

Os sintomas que uma pessoa com coxsiacke apresenta são febre, dor de cabeça, erupções cutâneas com pequenas bolhas nas mãos, pés e boca, dor de garganta e perda de apetite.

O vírus ocorre mais freqüentemente em crianças pré-escolares; Para que ele se desenvolva, são necessárias certas condições: temperaturas muito altas, má higiene, má alimentação e um sistema imunológico fraco.

O que fazer se meu filho tiver sintomas?

O especialista explicou que o agente viral vive no trato digestivo, pertence à família dos enterovírus (que também inclui a hepatite A), que não tem conseqüências graves.

No entanto, ele esclareceu que quando há complicações às vezes pode levar a meningite e encefalite (inflamação do cérebro).

Na maioria dos casos, os recém-nascidos se recuperam sem tratamento, no período de uma semana a dez dias, mas recomenda-se que acompanhe o médico no momento da apresentação dos primeiros sintomas.

Ele também enfatizou que as emoções desempenham um papel fundamental na sintomatologia da doença. Diante disso, ele exortou a gerar ambientes saudáveis ​​na coexistência familiar das crianças.