Os presentes dos Reis Magos devem emocionar a criança




A visita dos Magos é próxima e com isso, as ilusões de milhões de crianças impacientes fazem suas cartas sobre tudo o que querem este ano.

presentes-magicos-devem-emocionar-o-filho-2

Na tentativa de fazer as crianças felizes, os Magos vêm dar-lhes tudo o que pedem e ainda mais, porque, no final, tudo o que é feito por amor vale a pena; no entanto, às vezes pode ser mais prejudicial do que benéfico.

É importante que os Magos saibam que os presentes não devem ser excessivos ou caros, mas apenas o suficiente para dar-lhes algo que os deixa muito excitados e excitados.

“Muitas vezes encontramos casos de crianças na clínica que, ao invés de manter uma lista de presentes com os olhos cheios de ilusão, estão frustradas porque não sabem o que pedir.” Eles já estão tão cheios de presentes materiais que eles alcançam sem um razão concreta, que eles não conseguem se conectar com a emoção que corresponde a essas datas “, explica a Dra. Natalia García Campos, psicóloga do centro Psikids e membro dos Top Doctors.

Você deve ensinar-lhes o valor das coisas

O especialista indica que a obrigação dos Magi é ensinar as crianças a apreciar o esforço por trás de cada detalhe, o mistério dessas datas e ajudar a ilusão a aumentar.

Indica também que tudo isso dependerá da idade da criança, porque na maior, a dinâmica é diferente.

As crianças mais velhas já têm a maturidade que lhes permite escolher com maiores critérios, por isso é uma boa oportunidade para fazê-los participar da realidade econômica familiar e transmitir os valores da família.

“As crianças são extremamente inteligentes e é dever dos pais incutir sensibilidade, sensação social e, na medida do possível e sem ter muitas preocupações adultas, para que entendam a realidade familiar”, diz ele.

O que dar de acordo com sua idade?

Da mesma forma, os presentes devem ser administrados de acordo com a idade da criança, conforme as necessidades variam.

Para saber quais são os melhores, o especialista indica que os seguintes parâmetros devem ser considerados:

  • Menos de dois anos: não precisa de tantos brinquedos. Os presentes devem favorecer a estimulação psicomotriz, a maturação da linguagem e a sociabilidade.
  • De 2 a 5 anos: são recomendados aqueles que estimulam a imaginação, memória e habilidades manuais.
  • Etapa escolar: os melhores são aqueles que exigem regras e outros jogadores para desenvolver o raciocínio mental.

Independentemente da idade, a leitura é algo que sempre deve ser encorajado.

Nos jogos eletrônicos, você precisa escolher aqueles que oferecem habilidades que são úteis no futuro, apenas cuidando o tempo gasto em suas diversões.

“Se é muito ou um pouco, sempre será relativo, o que deve prevalecer é um bom senso”, conclui o especialista.