Eles o deixaram para outro? Eles estão fazendo você um favor!




“Não se preocupe, ele fez você um favor, você será melhor dessa maneira”, você ouve essas palavras? Bem, isso é o que todos dissemos ou ouvimos quando o nosso parceiro ou um amigo vai estar com outra pessoa e, embora seja um recurso para fazer a pessoa se sentir melhor, a ciência indica que isso é verdade.

eles-deixaram-voce-para-outro-voce-esta-fazendo-um-favor-2

Um estudo publicado no Oxford Handbook of Women and Competition, afirma que esses tipos de quebras são positivos porque ajudam a crescer como pessoa e fornecem aprendizado que pode ser útil com futuros parceiros.

“Depois de uma pausa, temos que nos concentrar em nós mesmos, não há outra alternativa: precisamos nos ouvir, analisar a situação, fazer a autocrítica e pensar sobre o que queremos e o que devemos buscar na próxima”. Todo esse conhecimento emocional nos levará ao crescimento, ou seja, com mais certeza quem somos e o que queremos “, explica Núria Jorba , uma psicóloga especializada em sexualidade.

Ele acrescenta que uma separação deste tipo é mais dolorosa do que uma onde ele termina sem um terceiro envolvido, porque há trapaças e traições, o que afeta a auto-estima e a segurança pessoal.

Indica que acabar o relacionamento com outra pessoa não está fazendo um favor, mas o benefício é obtido quando a situação é assimilada, você sabe o que aconteceu, você aprende e é claro que isso não precisa acontecer de novo.

“Em geral, esse tipo de decepção é uma tentativa de satisfazer necessidades não atendidas, por exemplo, para evitar problemas no relacionamento, necessidade de sentir vontade, medo de deixar o relacionamento atual e prejudicar ou não encontrar o afeto e o carinho necessários em o relacionamento oficial “, explica Lara Castro, também psicóloga e sexóloga.

Quando esta situação surge, Jorba recomenda não se apressar para ter outro relacionamento ou aplicar o famoso ditado “um prego tira outro prego”. O melhor é ter algum tempo sozinho.

“Um dos erros mais comuns é começar um relacionamento pouco depois de terminar outro, porque naquele momento estamos evitando enfrentar a quebra, o duelo e, acima de tudo, a solidão”, diz ele.